POTENCIALIZA

ponteAponte e Aporé (apoio)

No primeiro encontro, os jovens criaram uma árvore dos sonhos coletiva

No segundo semestre de 2018, lançamos o Potencializa, programa voluntário da ponteAponte de mentorias para jovens de contextos periféricos da Grande São Paulo que querem atuar no campo socioambiental, seja trabalhando em uma organização social, seja empreendendo no setor.

Com 24 horas de duração, ao longo de três meses de encontros coletivos e mentorias individuais, o programa se baseou em 3 pilares: autoconhecimento, conhecimento sobre o campo socioambiental e possibilidades de atuação no campo.

Para participar do programa, os jovens deveriam ter entre 18 e 28 anos, ser morador de uma região periférica de São Paulo, ter renda familiar de até 3 salários mínimos e ter estudado em escola pública ou com bolsas de estudo em escola particular.

O terceiro encontro deveria ser o último, com entrega de certificados, mas os jovens gostaram tanto que tivemos um quarto encontro!

O retorno dos jovens foi bastante positivo! Na avaliação ao final do processo, o programa recebeu sete notas 10 e uma nota 9. Veja alguns depoimentos dos participantes:

“Gostei demais, pois adquiri muito conhecimento e experiência ao longo do curso.”

“Me sinto extremamente grata por poder participar desse programa. Obrigada!”

“Queria parabenizar pela bela inciativa e por gerar oportunidade para pessoa que têm como intuito fazer um diferencial no mundo.”

“Foi maravilhoso!”

 

Conheça os jovens que foram selecionados nesta primeira edição: 

Alef de Paula Santos

Faz parte do Coletivo Resista, que organiza saraus e ações de grafite na região de Vargem Grande, dá aulas na Escola da Família e trabalha como body piercing no momento. Tem ensino médio e pretende cursar Artes Plásticas.

Amanda da Cruz Costa

Estudante de Relações Internacionais (com bolsa, na Anhembi Morumbi), voluntária na ONG de jovens Engajamundo, onde é coordenadora do GT ODS, e estagiária de projetos na OMRON Brasil (empresa de tecnologia). Seu objetivo de vida é “cuidar do Brasil”.

Os próprios jovens tiveram a iniciativa de uma oficina de pintura com tinta de terra para pintarmos o muro da Casinha 161. Ficou lindo!

Cleiton Raimundo de Oliveira
Tem ensino médio e trabalha como entregador em um supermercado no momento, mas gostaria de estudar Fotografia e trabalhar com produção audiovisual nas periferias. Participou do curso gratuito de cinema É Nóis na Fita, sendo um dos produtores.

Danilo Jesus Pereira
Educador social no projeto Vargem Grande: Comunidade Saudável, do CPCD. Tem ensino médio e pretende cursar Engenharia Mecatrônica. Gostaria de aprender novas estratégias de como trabalhar com o público para ampliar o trabalho na comunidade.

Ester Carro de Oliveira
Líder comunitária no Jardim Colombo, onde desenvolve projetos sociais, sendo um deles a transformação de um lixão em um parque. Formada em Arquitetura e Urbanismo, é bolsista de Mestrado Profissional na área de Planejamento Urbano (FMU).

Lucas Luciano (Ciano)
Cria fanzines e HQs como freelance, ministra oficinas e produz eventos culturais voluntariamente na região em que mora. É engajado em permacultura, economias alternativas, ferramentas de autonomia e emancipação da “quebrada”. Seu “maior sonho é fomentar sonhos”.

Luciana Aparecida da Costa Sousa
Pedagoga de formação, mas atualmente trabalha em seu trailer de lanches. Desenvolve o projeto Amor JP (jovens promissores), que promove atividades culturais e educativas gratuitas para crianças e jovens em vulnerabilidade social no entorno do condomínio em que mora.

Najara Szabo Pontes
Formada em Publicidade e Propaganda (com bolsa, pela PUC), trabalhou na ONG Mensageiros da Esperança. Gostaria de trabalhar com jovens e mulheres em vulnerabilidade, sendo educadora social ou mentora de algum projeto e auxiliando com comunicação, mídias sociais e eventos.

 

Confira quem foram nossos mentores voluntários:

Alejandra Yacovodonato – fundadora da Fly Educação e Cultura

Alex Bretas – Educação Fora da Caixa

Arthur Gandra – fundador do Jovens Hackers

Bruno Souza – responsável pela biblioteca Caminhos da Leitura (Ibeac)

Camila Garcia – professora de Rádio e TV na Faculdade Cásper Líbero

Catarina Motta Ferreira e Ana Luisa Ribeiro – fundadoras da Aporé

Diana Mendes – líder de projetos na ponteAponte

Eduardo Toshio – gestor no Sense-lab

Fabio Deboni – gerente Executivo Instituto Sabin

Fabricio Junqueira – professor da Poli USP

Gisele Neuls – fundadora da agência de comunicação Matiz Caboclo

Gustavo Fuga – 4YOU2

Iseli Reis – arquiteta hospitalar em Fleximedical/CIES

Juliana Chu – consultora financeira

Márcio Pires – gestor de projetos certificado pelo PMD

Renato Stockler – fotógrafo

Rita Nardy – sócia da Società Consultoria

Samir Hamra – coordenador de projetos do ICE

Thais Zschieschang – captação de recursos da ADESAMPA

Tiago Morais (Tigone) – cofundador do Graja Groove

Tony Marlon – fundador do Historiorama

Vitor Takeshi – consultor

Wans Spiess – cofundadora da W+ Comunicação e do projeto CalçadaSP